[CASO]Edifício Joelma

 

Muito difícil alguém não ter ouvido sobre, felizmente eu me lembro de ouvir sobre ele na minha infância e fui procurar os fatos certos, até por que foi um dos lugares onde meu pai passou depois do incêndio.

O edifício Joelma  foi inaugurado em 1971 e virou a sede do banco Crefisul de investimentos contava com 25 andares 10 andares de garagens.

Do andar 1-10 estacionamentos dos 11-25 os escritórios.

Em 1974 houve um incêndio que começou com o curto-circuito em um aparelho de ar condicionado, a construção do prédio contribuía pra alastrar o fogo, as pessoas em pânico, com 15 minutos de incêndio não havia meio de descer as escadas por causa da fumaça e do fogo, algumas pessoas conseguiram sair pelos elevadores porém com uma pane no sistema elétrico os mesmos deixaram de funcionar, desesperadas as pessoas procuraram algum meio de escapar, se abrigando nos banheiros e parapeitos.

Helicópteros foram acionados para ajudar no resgate porém o prédio não possuía heliporto.

Mais de 20 pessoas apavoradas saltaram do prédio, desesperadas, porém nenhuma delas sobreviveu.

Resumindo, dos 756 ocupantes do edifício, 188 morreram e mais d 300 ficaram feridos.

” O caso do poço”

Também existe uma historia sobre terreno do Joelma, antigamente era a casa do professor Paulo Camargo.Ele vivia com a mãe e suas irmãs, conta a historia que ele as matou e quando a policia descobriu o caso, ele cometeu suicídio , a casa foi demolida e construíram o Joelma em cima =OOOO

Atualmente o edificio tem o nome de Praça da Bandeira, =) bem no centro de são paulo.

Após o incendio começaram varios contos de pessoas que ouviam barulhos nos andares, banheiros e até mesmo na escadaria do predio renovado

=o

oq vc acha?Dê sua opnião sobre o caso =)

 

[Sobrenatural]Fantasmas na Argentina, entidades assustam em ex hospital infantil.

Funcionários dizem que viram aparições, ouviram gritos de entidades e todos os tipos de situações inusitadas. Um padre abençoou o local.

Carlos tem 26 anos, e há quatro trabalha como vigia no edifício onde antes funcionava o Hospital infantil “Eva Perón” em Santiago del Estero. O vigia garante que sempre vivenciaram estranhas situações no lugar.

Relata com absoluta segurança sobre ruídos, gemidos, murmúrios, abrir e fechar de portas nos corredores e salas desoladas do lugar. Ele diz que não é o único a experimentar estas situações, que também acontecem com seus colegas de trabalho.

E aponta um dado singular: acontece em qualquer hora do dia, não só durante a noite, como muitos supõem.

Uma das mais singulares destas experiências – e uma das mais recentes- é a que ficou registrada no diário de ocorrências em 19 de Julho, quando aconteceu algo inexplicável.

“Um dia eu estava fazendo a ronda e fui para a cozinha porque ouvi um murmúrio na sala. Chamei meu amigo e ouvimos várias pessoas falando. Nós nos aproximamos e notamos que as vozes vinham do escritório da Direção. Tocamos na maçaneta para abrir a porta e se calaram. Depois nada foi encontrado. Esse escritório não tem outra saída, a não ser a porta onde estávamos”.

O caso foi anotado e informado no dia seguinte ao responsável pelo escritório, que o revisou e não encontrou nada fora do lugar .

O relato mais recente, é de uma empregada da agência que funciona ali atualmente, que caminhava por um corredor quando viu um homem alto, vestido de preto, parado em frente a uma porta.

Quando ela passou o advertiu que nesse escritório não havia ninguém naquele momento, então virou-se para perguntar quem ele estava procurando ou o que ele queria, mas não conseguiu encontrá-lo, pois subitamente ele desapareceu.

Gostaria de agradecer ao adalberto nascimento pois ele contribuiu com esse relato abaixo segue o site dele =)

http://misteriostv.alfablack.com.br/2011/10/argentina-acontecimentos-estranhos-assustam-funcionarios-de-um-ex-hospital-infantil/

Terminal Central de buffalo, New york

\O Abrindo a categoria de lugares assombrados 😉

O Terminal Central de Buffalo foi construído em 1927 para suprir as necessidades de uma estação ferroviária que pudesse descongestionar o centro de Buffalo,o prédio conta com 14 andares e poderia acomodar até 3.200 passageiros por hora.

Foi aberto em 1929.

Após a segunda guerra mundial devido a redução de passageiros que voltavam da guerra parte do prédio foi demolido em 1969.

Em 1980 o prédio cessou todas as suas atividades sendo fechado totalmente.

Em 1986 o prédio foi a leilão sendo comprado por apenas 100.000R$ dólares valor muito abaixo do valor total de construção.

SOBRENATURAL

Primeiramente, existem varias historias sobre esse lugar, em 2008 a ‘’TAPS’’ ”The Atlantic Paranormal Society” estiveram no local e fizeram varias investigações.

Havia historias sobre pessoas que eram vistas nos andares de escritórios, gritos que eram ouvidos nas plataformas e áreas de embarque, dentre outras,historias de espíritos que ainda esperam familiares e amigos voltarem da segunda guerra.

De acordo com os ghost hunters há sim atividade sobrenatural no terminal

Segue o vídeo com imagens do terminal 😉


Ghost hunters- Caçadores de fantasmas

Bom dia,

Gostaria de apresentar a vocês um dos melhores programas de assuntos ligados ao sobrenatural que já assisti.

O nome do programa é GHOST HUNTERS- Passa no canal SCI-FI

 

Resumidamente o programa mostra como caçadores de fantasmas exploram  e desvendam algumas afirmações que pessoas geralmente fazem em sobre lugares ‘’supostamente’’ assombrados.

A partir dessa semana, vou postar uma nova categoria chamada ‘’Lugares assombrados’’ de acordo com o programa Ghost hunters-

O primeiro lugar que escolhi pra abrir a categoria é

Buffalo Central Terminal

Terminal Central de Buffalo, Nova york EUA

Até o proximo então

Relatos- Mudança

Boa noite.Me mudei para um apartamento a 4 meses, estou estranhando muito, pois as vezes a noite percebi que tinha um homem de preto me olhando na porta do meu quarto boa noite. me mudei para um apartamento a 4 meses. estou estranhando muito , pois as vezes a noite percebi que tinha um homenm negro me olhando na porta do meu quarto, me arrepiei muito e não parava , ele estava fumando e me olhando.meu irmão tambem percebeu que ele estava me olhando. na hora fiquei com medo e rezei muito em baixo da coberta e conseguir dormir. de manhã meu  irmão me falou que  viu um homem me olhando a noite, fiquei super assustado  e começamos a sentir muito arrepio sem parar  e me contou que percebeu que tinha alguem em volta dele a noite toda, e sentiu quando puxaram a sua perna, coisa assustadora, pois nunca passamos por isso. ao chegar do trabalho me falou que a coisa parece que o seguiu pois levou dois tapas nas costas no seu serviço. tem acontecido várias coisas aqui no meu apartamento.o que devo fazer? favor me responder.

Bom, não vou identificá lo até por que eu não sabia se você queria ser!!

Eu sempre aconselho as pessoas que estão passando por esse tipo de coisa a fazer um teste EVP, há um post no meu blog sobre isso, se você tiver um gravador até mesmo do celular, deixar gravando o lugar onde você mais sente a entidade, não há duvidas que isso é uma entidade resta saber se é maligna ou não…faça o teste do EVP e me procure de novo!!

Até!!

Terror em Amityville…a historia real

Na noite do dia 13 de novembro de 1974, Ronald “Butch” DeFeo, de 24 anos, entrou freneticamente pela porta do Henry´s Bar, na pacata cidade de Amityville. Ao chegar no pequeno bar, Ronald disse que alguém havia baleado seus pais. Ele convenceu os frequentadores do estabelecimento a acompanhá-lo de volta a sua casa. Ao chegarem no número 112 da Ocean Avenue, se depararam com uma cena terrível: seis pessoas mortas a tiros, de bruços e com as mãos na cabeça. As seis vítimas foram identificadas como a família de Ronald DeFeo:

  • sua mãe e seu pai, Ronald e Louise DeFeo;
  • seus irmãos, John, de 9 anos e Mark de 12;
  • suas irmãs, Allison, de 13 anos e Dawn de 18.

Após ser interrogado durante horas pela polícia de Amityville, Ronald DeFeo mudou sua história inicial, afirmando que a Máfia estaria envolvida nos assassinatos, e por fim confessou ter matado sua família. Em seu julgamento, DeFeo alegou que na noite dos crimes, ele teria ouvido vozes que o obrigaram a cometê-los. A certa altura do julgamento, declarou: “sempre que olhava ao meu redor, não via ninguém, então deve ter sido Deus que falava comigo”. DeFeo foi condenado a seis penas de prisão perpétua consecutivas na Penitenciária Greenhaven, em Nova York. Sua liberdade condicional foi negada, em 1999.

No dia 18 de dezembro de 1975, mais de um ano após os assassinatos da família DeFeo, o jovem casal George e Kathy Lutz mudou-se para a casa no número 112 da Ocean Avenue com seus filhos Daniel, de 9 anos, Christopher, de 7 e Missy, de 5. Depois de 28 dias, a família Lutz abandonou a casa, alegando que ela era assombrada.

A primeira experiência anormal aconteceu quando o casal pediu ao padre e amigo da família, Frank Ralph Pecoraro para que benzesse a casa, enquanto eles realizavam a mudança. Ao andar pela casa, o padre teria ouvido uma grave voz masculina que dizia: “Saiam daqui!”. Após a visita, o padre percebeu que seu carro começara a apresentar problemas. O capô levantou-se abruptamente, estilhaçando seu pára-brisa, a porta do passageiro foi aberta, os limpadores de vidro começaram a funcionar sem que ninguém os tivesse acionado e, por fim, seu carro ficou atolado.

Tempos depois, acontecimentos paranormais semelhantes começaram a acontecer na casa, como portas e janelas que abriam e fechavam abruptamente, vasos sanitários escurecidos, cruxifixos que viravam de cabeça para baixo, enxames de moscas que surgiam sem motivo aparente, e o lodo esverdeado que vertia dos tetos e fechaduras das portas. Além disso, o Sr. Lutz encontrou um quarto secreto no porão, que não aparecia nas plantas da casa. Esse cômodo era pintado de vermelho e cheirava a sangue e ovos podres.

Lutz afirmou ter visto um rosto na parede, o qual mais tarde reconheceria como sendo o de Ronald “Butch” DeFeo. Enquanto moravam na casa, a Sra. Lutz declarou que sentia mãos invisíveis a agarrando e que, numa certa manhã, teria acordado coberta de vergões, como se tivesse sido queimada com ferro quente. O casal declarou ter notado mudanças drásticas na personalidade um do outro e na de seus filhos enquanto viviam na casa. Além disso, a família Lutz afirmou ter visto diversas aparições pela casa, incluindo a de uma pessoa que usava um capuz branco e estava ferida a bala, que assombrava a sala; e a de um porco gigante de olhos vermelhos ofuscantes que aparecia do lado de fora das janelas para espiar o que acontecia dentro da casa. A pequena Lutz costumava dizer a sua família que o porco era o seu amigo “Jodie”.

Oq habita naquela casa?

Que tipo de força sobrenatural poderia influenciar um homem a assassinar sua família e fazer com que um jovem casal abandonasse sua “casa dos sonhos”? Melhor ainda, por que faria isso?

Uma das lendas conta que havia uma tribo indígena no local que se tornou a cidade de Amityville. Dizem que o local onde a casa número 112 da Ocean Avenue foi construída havia sido usado como uma espécie de isolamento, onde membros da tribo que estivessem doentes ou loucos eram mantidos à mercê da própria morte. Segundo essa crença, os fenômenos estariam relacionados aos espíritos dos indígenas que vagam pelo local. Outra lenda envolve um homem chamado John Ketchum, que fugiu de Salem durante os julgamentos por bruxaria e construiu sua casa no local onde mais tarde seria construída a casa de Amityville. Diz a lenda que Ketchum teria usado sua casa para prosseguir com sua prática de “adoração ao demônio” e teria sacrificado diversos porcos e cães naquele local. De acordo com essa lenda, Ketchum teria aberto uma “porta para o inferno” que nunca mais teria sido fechada, deixando o caminho livre para que demônios fizessem a travessia para o nosso mundo. É claro que existem muitas outras lendas, histórias de que a casa teria sido construída sob um cemitério abandonado e rumores de uma maldição feita por um antigo morador de Amityville, enforcado injustamente